Como pilotar um Drone: guia prático

Com seus primórdios na Segunda Guerra Mundial, os chamados “balões austríacos” ou também chamados de “torpedos aéreos” controlados por rádio, os Drones de hoje em dia, é claro, diferentes dos utilizados antigamente, vem ganhando cada vez mais espaço no mercado, desempenhando atividades diversas para as indústrias e profissionais de ramos variados.

Esta tecnologia vem se tornando uma opção interessante para empresas que pretendem cortar custos, aumentar sua produtividade e ter ganhos em segurança do trabalho.

Porém, ao mesmo tempo que trazem benefícios, o mau uso dos Drones pode trazer sérios riscos para a sociedade.

De um lado a praticidade e custo benéfico desses pequenos e versáteis aparelhos, do outro, uma ameaça, por exemplo aos aeroportos e áreas de segurança.

É fundamental seguir todas orientações de como pilotar um Drone e observar as regras e leis vigentes no Brasil.

Por isso, atente-se as dez dicas abaixo para seu drone voar com segurança:

É obrigatório regulamentar seu Drone – ANAC E DECEA

A primeira e mais importante dica é a regulamentação do Drone. A ANAC – Agencia Nacional de Aviação Civil é responsável pelas regras para operações civis dos Drones e também pelo cadastro dos mesmos.

Os pilotos também devem realizar observar as áreas restritas e regras do DECEA – Departamento de Controle do Espaço Aéreo.

Para qualquer Drone a partir de 250 gramas é necessário o cadastro na ANAC, sistema SISANT.

Se a intenção é voar fora das áreas adequadas lembre-se de, além de cadastra-lo, solicitar a autorização de voo no SARPAS do DECEA também.  Saiba mais dicas sobre voos seguros e legislação no blog do DECEA.

Realizar cursos de pilotagem para Drones

Ao adquirir um Drone é fundamental realizar um Curso de Pilotagem e Configuração de Drones para evitar acidentes.

Existem tutorias sobre o assunto na internet, porém auxiliam bem na parte teórica.

A prática com profissionais do ramo é essencial para o aluno assimilar as peculiaridades dos VANTs.

Realizar um “Check list” antes do voo

A lista de verificação de equipamentos pré- voo é uma boa opção para que seu Drone não apresente falhas mecânicas e garanta a segurança das pessoas ao seu redor.

Cheque sempre a bateria, o seu nível de carga no Drone e do rádio.  Sempre lembre-se de retirar a trava de segurança.

Verifique se todos os motores estão girando livremente e faça a instalação das hélices.

Conecte o cabo no radio ao tablet ou outro dispositivo que estiver usando. Também é importante ler sempre o manual de instrução de seu Drone, isso pode te ajudar ainda mais antes de pilotar seu equipamento.

Verificar a previsão do tempo

A incidência de ventos fortes pode ser um fator determinante para dificultar o voo de seu Drone. Procure sempre em fontes confiáveis de pesquisa informações climáticas da área a ser sobrevoada. Dias ensolarados com ventos brandos oferece menos riscos as operações do seu drone. Fique atento.

Manter a distancia mínima de 30 m de pessoas e animais

A ANAC propõe que os Drones só poderão voar respeitando uma distancia mínima de 30 metros horizontais de pessoas, a não ser que estas tenham autorizado ou  concordem com a operação.

Não voar sobre áreas de segurança

Sobrevoar quarteis, presídios, delegacias e aeroportos podem gerar penalidades graves devido ao alto grau de periculosidade do voo. É expressamente proibido o voo nessas áreas.

Mantenha distância de prédios, linhas de energia, pontes e passarelas

Caso haja autorização do proprietário, a distancia poderá ser reduzida, como o exemplo de serviços feitos na fachada de prédios. Afinal, o intuito da legislação não é restringir as atividades dos Drones e sim resguardar as pessoas de qualquer perigo que este poderia lhe causar. Linhas de transmissão, por exemplo, podem trazer indesejáveis interferências eletromagnéticas aos Drones.

Voe no seu campo de visão

Voe sempre dentro do seu campo de visão, não perca a aeronave de vista. Caso tenha aeronaves nas proximidades, evite o voo. Mantenha o Drone na sua linha visada visual e ate a altura permitida pelo DECEA, lembrando que nunca deve ser maior que 120 m do solo.

Mantenha em dia a manutenção de seu Drone

É importante lembrar que qualquer equipamento está sujeito a falhas humanas ou mecânicas  estão ultimas mais fáceis de prevenir ficando de olho em seu Drone, mantendo sempre sua manutenção periódica em dia.

Nunca voar depois da ingestão de bebidas alcoólicas

Sob a influencia do álcool, os nossos movimentos ficam mais lentos, a visão embaçada e a pilotagem de Drones torna-se ariscada podendo ocasionar graves acidentes.

Então, antes de voar com o seu Drone, siga as dicas de segurança, afinal, como o nome mesmo já diz, são aeronaves, e aos olhos da lei, os usuários de Drones são pilotos e responderão por qualquer acidente com tal.

Sempre tenha em mente que o importante é voar com bom senso, nunca desrespeitando o limite do espaço aéreo, a privacidade e os direitos dos outros.

Espero que a leitura deste post tenha sido produtiva para você!

E lembre-se: segurança em primeiro lugar!

Compartilhe em suas redes sociais

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Posts Recentes

Inscreva-se para receber novidades

Receba nossas novidades assim que publicadas.

Posts Relacionados

Confira algumas matérias relacionadas com a que você está lendo!