A comunidade de drones só cresce no Brasil

O número de drones e de pessoas cadastradas na Agencia Nacional de Aviação Civil (ANAC) triplicou em seis meses. Em julho de 2017 havia pouco mais de 12 mil pessoas, já em fevereiro de 2018 são mais de 30 mil.

O uso é majoritariamente recreativo, tendo aumentado 172% nos últimos meses, enquanto o uso profissional teve um aumento significativo de 126%.

Neste artigo conheça um pouco mais sobre a comunidade de drones no Brasil e descubra quais são as tendências do mercado de drones.

Drones promovem encontros pelas cidades do Brasil

A paixão pelos drones reuniu um grupo de condutores de drones para troca de conhecimentos sobre o dispositivo, em Maranguape no Ceará.

Cerca de 30 droneiros realizaram voos e aprofundaram os saberes em oficinas, como limpeza do motor do aparelho, e outras atividades recreativas.

Pilotos de drones se reuniram em Maranguape.

Em Timóteo, município em Minas Gerais, aconteceu a primeira edição de Drone Racing, organizado pela Liga de Pilotos de Drones, que contou com a presença de pilotos de várias partes de Minas e do país. O evento foi uma oportunidade para a população da região conhecer um pouco mais sobre esse hobbie e o universo de corrida de drones.

E não para por aí! Encontros marcados pelo WhatsApp são feitos todas as quinta-feiras em Pernambuco para voar, trocar experiências e fazer boas imagens.

“Como eu comecei sozinho, eu senti a necessidade de juntar pessoas com quem eu pudesse trocar informações, aprender sempre um pouco mais. Esse grupo é para ensinar a quem está começando, a gente ensina a voar a calibrar o drone, os controles, etc.”, explica Ambrósio Filho, coordenador do Fly Master.

A comunidade de drones no Brasil e no mundo só cresce

Segundo a empresa DJI, drones DJI foram utilizados em todos os seis continentes do planeta, durante 13.830.445 horas, o que equivale a 1.578 anos!

No Brasil, hoje, o estado que mais tem drones registrados é São Paulo, com 14.325 aeronaves registradas. Logo em seguida vem os estados de Rio de Janeiro (5.280 drones), Minas Gerais (3.636 registros) e Paraná (2.546 unidades).

Já o estado que tem a menor quantidade de drones registrados é o Acre, com apenas 46 drones registrados.

De acordo com as estatísticas,14.855 drones estão registrados para fins profissionais e  26.483 drones registrados para fins recreativos, ou seja, drones que são utilizados para o lazer.

Os dados apontam um crescimento significativo do mercado para aplicações comerciais de drones. O Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA) identificou um crescimento de 110% em 6 meses no número de pilotos e 200% nas solicitações de operações.

A tendência para o mercado de drones é a aproximação das comunidades profissionais e de recreação (empreendedorismo e voo seguro), organização do setor em associações e novos modelos de negócios, como pulverização de empresas prestadores de serviços.

Acompanhe nosso blog e fique por dentro das informações sobre o mercado de drones.

Tem interesse em voar com drone mas ainda está inseguro? Conheça nosso curso de pilotagem de drone!

Compartilhe em suas redes sociais

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Posts Recentes

Inscreva-se para receber novidades

Receba nossas novidades assim que publicadas.

Posts Relacionados

Confira algumas matérias relacionadas com a que você está lendo!